Patagônia fantástica: terra de fantasias, mitos e lendas

Por que a Patagônia capturou a curiosidade e imaginação em todos os tempos e em todas as latitudes?

Desde sempre o confim do planeta, a Terra Incógnita, ou o “finis terre” conquistou o interesse de exploradores, científicos e espíritos aventureiros.

Da época dos pioneiros nos chegam curiosas visões, com toda classe de seres fantasiosos, feras anfíbias e outras criaturas que brotavam da imaginação ou às vezes da pluma dos cronistas dos primeiros navegantes que se aventuraram pelos temidos mares austrais.

A essa longa lista de exploradores, aventureiros, científicos e piratas, podem destacar-se personagens como Charles Darwin ou o Padre D’agostini, dentro dos máximos expoentes dos pioneiros românticos destaca-se SAINT EXUPERY com seus ousados voos pela Patagônia, onde dizem, inspirou-se para dar vida a algumas cenas do seu célebre livro O Pequeno Príncipe.

Mas não foram os únicos que sentiram tal atração: Escritores como Julio Verne, que jamais esteve na região, incendiou a imaginação de gerações com seu célebre livro “O Farol do Fim do Mundo”.

Há centenas de histórias… Mas a melhor forma de conhecê-las é chegar à Patagônia e vivê-la com o mesmo espírito romântico e aventureiro de seus pioneiros.

Galeria de Imagens